Notícias

Estou no momento em: Skip Navigation LinksInício > Índice de Notícias > Notícia

Secretário Estadual da Habitação abre o 4º Congresso Latino-Americano de Steel Frame, tecnologias co

31/05/2019

O secretário estadual da Habitação, Flavio Amary, abriu nesta terça-feira, 28 de maio, em São Paulo, o 4º Congresso Latino-Americano de Steel Frame, que discute avanços nas chamadas "tecnologias construtivas a seco" em vários países das Américas. Os participantes são arquitetos, engenheiros, urbanistas, ambientalistas, especialistas, empresários da iniciativa privada, do poder público, de universidades e de associações ligadas ao setor de países como Brasil, Argentina, Chile, Peru, Austrália, Uruguai, Colômbia, México, Estados Unidos, Nova Zelândia, entre outros.

Amary explicou à plateia que, a convite do governador João Dória, traz sua experiência e dinamismo como empresário e gestor da iniciativa privada, inclusive à frente de várias entidades do setor, para a área pública - com o grande objetivo de produzir e atacar o déficit habitacional, problema bastante sério não só em todo o estado de São Paulo, como no país inteiro. "Essa determinação, entretanto, vem acompanhada da recomendação explícita de simplificação de processos, desburocratização, inovação e redução de recursos", frisou o secretário. Some-se a isso o enfrentamento da redução orçamentária atual nos cofres públicos. Ele enfatizou que essas orientações da atual gestão do Governo, de combate criativo e econômico ao déficit habitacional, coincidem com a necessidade de adoção de técnicas de produção econômicas, sustentáveis e inovadoras, como propõe o "steel frame".

O "steel frame" ou "light steel frame" é um sistema construtivo industrializado e altamente racionalizado, formado por estruturas de perfis de aço galvanizado. Seu fechamento é feito por placas, podendo ser cimentícias, de madeira, drywall etc. O principal diferencial do método está na limpeza do canteiro de obras, economia de recursos naturais e redução drástica de resíduos, pois não há necessidade do uso de água proporcionando uma construção seca. Vale destacar que, no Brasil, mais de 60% dos resíduos sólidos ainda são gerados pela indústria da construção civil. Outra característica da metodologia é a precisão do sistema, tanto dos cálculos quantitativos (quantidade de material que será utilizado) quanto da execução, gerando uma construção mais barata, rápida e limpa.

O secretário Flavio Amary elogiou a iniciativa do Congresso e mostrou-se satisfeito em participar deste evento aberto ao diálogo com os segmentos presentes. "A inovação e a tecnologias são fundamentais no método construtivo e é exatamente isso que vocês estão discutindo aqui hoje: discutindo ferramentas, formas, modelos, como fazer isso ficar cada vez mais forte, importante, ter cada vez mais força na estrutura de construção civil no nosso país, como é comum várias partes do mundo", declarou.

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), empresa de produção de unidades habitacionais ligada à Secretaria de Estado da Habitação, busca a adoção crescente de tecnologias sustentáveis tanto durante a produção quanto no uso de suas moradias. Os focos são sustentabilidade e preservação do meio ambiente, aliadas à redução dos custos de consumo e manutenção para os futuros moradores. As unidades habitacionais são projetadas com tecnologias que economizam água e energia elétrica. Atualmente, a Companhia já adota em todos os seus projetos aquecimento solar nos chuveiros. Alguns de seus projetos-pilotos mais modernos estão implantando também sistemas de geração de energia fotovoltaica e de reuso de água das chuvas na descarga das bacias sanitárias, além do jardim drenante, um novo conceito de soluções naturais, para evitar o transbordamento e reduzir os riscos de alagamento nas unidades.

Secretaria da Habitação
Rua Boa Vista, 170 - 10º, 12º, 14º ao 16º andares - São Paulo - SP - CEP: 01014-930 - Tel: (11) 3638-5100
Horário de Atendimento: das 9 às 18 horas