Notícias

estou no momento em: Skip Navigation Links
08/09/2017

Estado e Prefeitura de SP entregam 112 apartamentos em Paraisópolis

Edson Lopes Júnior

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito de São Paulo, João Doria, entregaram nesta sexta-feira (8/9) 112 apartamentos do programa Morar Bem, Viver Melhor para famílias de Paraisópolis, na zona sul da Capital. “Não há nada mais importante que o sonho e o direito à casa própria. O Estado de São Paulo coloca 1% do ICMS só para Habitação, para quem não tem casa e para famílias de menor renda”, disse o governador.

As moradias do Conjunto Habitacional Vila Andrade C foram construídas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), com investimento total de R$ 11,9 milhões (R$ 9,1 milhões da empresa estatal e R$ 2,8 milhões do PAC - Programa de Aceleração do Crescimento), em terreno da Prefeitura de São Paulo. As famílias foram atendidas pela administração municipal até a conclusão das obras. Elas foram removidas de áreas de risco, bem como de locais de obras públicas, e inscritas no programa municipal de auxílio-moradia.

“Vamos fazer, com o auxílio da comunidade, Paraisópolis linda. Esta é uma meta da Prefeitura de São Paulo ao lado do governador Geraldo Alckmin e da Secretaria da Habitação”, afirmou o prefeito.

As novas habitações estão distribuídas em quatro blocos com sete pavimentos e têm 43,36m², com dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. As unidades contam com piso cerâmico em todos os cômodos, esquadrias de ferro com pintura eletrostática, corrimãos e barras de apoio para pessoas com deficiência, além de sanitários adaptados, revestimentos em gesso com pintura látex e aquecedores a gás.

“Este é o quarto empreendimento que o Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo entregam no perímetro de Paraisópolis. O Vila Andrade C é o último desse conjunto de obras. A Prefeitura fez melhorias na região, que demandaram a remoção de várias das famílias que recebem hoje auxílio-aluguel, e cedeu terrenos para que o Governo do Estado, através da CDHU, construísse essas unidades”, disse o secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia.

O residencial tem infraestrutura completa, com redes de água, esgoto, elétrica e gás encanado, iluminação pública, sistema viário, drenagem, pavimentação, áreas verdes e de lazer, acessos por passarelas, rampas, escadas e medição individualizada de água.

"Eu estou muito feliz, muito ansiosa. Vou me mudar junto com meu marido e nossos três filhos. Aqui é ótimo. Tem mais acesso para a escola e para a creche. Fica perto de tudo. Nossa vida vai melhorar demais", disse Edmara de Moraes Prado, de 30 anos.

Neste empreendimento, foram atendidas famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa foram morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.

De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale a 172 empregos diretos criados pela obra de todo o conjunto.

Desde 2011, a Região Metropolitana recebeu 31.093 moradias populares, por meio da CDHU e do programa Casa Paulista. Além disso, 24.283 unidades estão em obras na região. 

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Habitação, entregou 1.470 moradias na capital este ano e viabilizou áreas e aporte financeiro para construção de outras 12.950.

Urbanização
A CDHU já entregou 944 unidades habitacionais em Paraisópolis, nos empreendimentos Vila Andrade B (172), Vila Andrade C (112), Vila Andrade D (56), Vila Andrade G (116), o Campo Limpo G2 (56), o Campo Limpo N (107), o Campo Limpo I (278), entregue em 2008, e mais 47 cartas de crédito.

O valor total do convênio em Paraisópolis é de R$ 80 milhões, com R$ 56 milhões do PAC e R$ 24 milhões da CDHU. Paraisópolis é considerada a segunda maior favela paulistana, com cerca de 60 mil pessoas, e está localizada em uma área de 990 mil m² na região do Campo Limpo.

Morar Bem, Viver Melhor
O Morar Bem, Viver Melhor é a Política Habitacional do Estado de São Paulo. Reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente, inovações e qualidade de vida para as famílias atendidas.

Compartilhar
Imprimir conteúdoimprimindo Google +no Google + Twitterno Twitter Facebookno Facebook