Notícias

estou no momento em: Skip Navigation Links
31/05/2017

CDHU vai construir 62 moradias em Aparecida

A CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, braço operacional da Secretaria deEstado da Habitação, lançou nesta quarta-feira (31/5) a licitação para a construção de 62 moradias para famílias de baixa renda de Aparecida, na região administrativa de São José dos Campos. Este será o primeiro conjunto vertical da CDHU que irá produzir energia a partir da luz solar, por meio de placas fotovoltaicas, e proporcionar desconto na conta do apartamento e do condomínio dos moradores. 

“O Governo de São Paulo sempre esteve na dianteira de inovações para moradias de interesse social. A CDHU, em seus mais de 50 anos, já fez isso com os aquecedores solares para água de chuveiro, individualização da medição de água e agora vamos fazer isso com a energia fotovoltaica”, diz o secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia.

A previsão é que a construtora responsável seja selecionada e o contrato seja assinado até setembro, com início da construção do Conjunto Habitacional Aparecida B a partir de novembro. O investimento previsto é de R$ 9,3 milhões.

A geração de energia será feita por meio de placas fotovoltaicas, que produzem energia limpa que pode ser consumida no próprio residencial ou ser enviada para a rede de distribuição de energia. Está prevista uma geração de 50 kWh (quilowatt-hora)/mês por habitação, o que representa cerca de R$ 30 de economia na conta mensal de cada família.

No total, serão instalados 152 módulos de placas fotovoltaicas no telhado dos quatro blocos e que irão gerar em torno de 4.760 KWh/mês. A energia será destinada principalmente para as áreas comuns – estacionamento, espaços de circulação entre o condomínio e hall das escadas – e também para as moradias.

Sendo assim, os moradores economizam no pagamento de duas contas – tanto no condomínio, que inclui o consumo nas áreas comuns, quanto no seu próprio apartamento.

Os 64 apartamentos do residencial serão distribuídos em quatro pavimentos e mais um Centro de Apoio ao Condomínio (CAC). O residencial terá playgrounds, paisagismo completo – árvores, gramado e forrações, mesas de concreto e bancos. Também será viabilizada toda a infraestrutura necessária: redes públicas e condominiais de energia, gás, esgoto e água, medição individualizada de água, sistemas de drenagem e telefonia.

A novidade é resultado da parceria entre as secretarias da Habitação e de Energia e Mineração. Depois de firmado o convênio em dezembro de 2016, foram iniciados os contatos com as concessionárias de energia elétrica do estado de São Paulo para implantação de projetos-piloto com as placas fotovoltaicas. O objetivo é oferecer projetos habitacionais com alternativas de economia para os mutuários.

Histórico
A construção deveria ter sido iniciada em 2013. Mas o terreno indicado pela Prefeitura de Aparecida foi incluído em um TAC – Termo de Ajuste de Conduta entre o Ministério Público e a administração municipal como uma das áreas municipais com risco de solapamento ou inundações. Considerava ainda que o local não poderia receber construção de habitações de interesse social.

Contudo, a CDHU já havia analisado o terreno e constatado que não havia nenhum impedimento técnico para a construção no local. Por isso, foi contratado o Centro Tecnológico de Hidráulica e Recursos Hídricos, do DAEE, cujo laudo comprovou que o local é apto para construção, não apresenta nenhum risco e tem baixo impacto ambiental.

Durante esse tempo, a construtora contratada pediu o cancelamento amigável do contrato. Desde a confirmação dessa desistência, em dezembro de 2016, a CDHU desenvolveu as adequações necessários no projeto, além de viabilizar a licitação e o orçamento disponível para esses serviços de engenharia, infraestrutura e urbanização.

Morar Bem, Viver Melhor
O Morar Bem, Viver Melhor é a Política Habitacional do Estado de São Paulo. Reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente, inovações e qualidade de vida para as famílias atendidas.
Compartilhar
Imprimir conteúdoimprimindo Google +no Google + Twitterno Twitter Facebookno Facebook