Notícias

Estou no momento em: Skip Navigation LinksInício > Índice de Notícias > Notícia

CDHU sorteia 200 casas e entrega outras 114 na região de São José do Rio Preto

24/09/2019

Nesse sábado (21/09), a Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), sorteou 200 casas na cidade de Santa Fé do Sul e entregou outras 60 moradias em Dolcinópolis e 54 em Ubarana, na região de São José do Rio Preto. O secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary, participou das três cerimônias.

"Esse é um dia que vocês nunca vão esquecer. É para sortear e entregar casas que a Secretaria de Habitação e a CDHU trabalham todo dia. Vocês estão recebendo tijolo em cima de tijolo, com telhado, porta e janela. São casas que vocês estão recebendo. Mas para transformar em lar, é preciso respeito, carinho e compreensão com os familiares e vizinhos. Em breve, quero voltar aqui para entregar mais casas para vocês e, nesse dia, quero encontrar esse local limpo e bem cuidado. E isso depende de vocês. É importante também pagar as prestações em dia, para que outras famílias também possam receber suas casas", disse o secretário da Habitação, Flavio Amary, durante a entrega de unidade em Dolcinópolis.

Em Santa Fé do Sul, as 200 moradias do empreendimento que foram sorteadas receberam R$ 5,4 milhões de aporte financeiro da agência de fomento habitacional Casa Paulista, do Governo do Estado, e R$ 20 milhões do Governo Federal, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida. O empreendimento foi viabilizado pela CDHU, que fez o sorteio e recebeu os lotes do terreno da Prefeitura em doação, repassando-os à Caixa – por sua vez responsável pela licitação e acompanhamento das obras. As unidades têm com 48,81 m² de área construída, dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

Estavam inscritas 1.422 famílias para o sorteio. Das 200 unidades, 175 são destinadas à população em geral, 14 para pessoas com deficiência, 10 para idosos e uma para família de pessoa com microcefalia. As moradias irão contemplar famílias com renda mensal de até R$ 1.800, que terão até 120 meses para quitarem seus imóveis. A menor prestação é de R$ 80.

Em Dolcinópolis, as 60 moradias do Conjunto Habitacional Miguel Grigolette que foram entregues receberam R$ 5,3 milhões de investimento da CDHU. Do total de famílias que pegaram as chaves neste sábado, 98% têm renda mensal de até três salários mínimos. As unidades possuem 56,67 m², dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. Destaque nos imóveis é a adoção da tecnologia de sistema gerador solar fotovoltaico, que proporciona drástica economia de consumo de energia elétrica. A infraestrutura urbana do empreendimento conta com completa pavimentação, paisagismo, mureta de divisa de lotes, redes de água e esgoto, drenagem e iluminação pública.

Ricardo Santos Souza, de 31 anos, aproveitou o dia de folga do trabalho para receber as chaves da casa nova. Ele e a esposa, Adriele Alves Souza Mendes, de 24 anos, devem mudar para o conjunto habitacional em no máximo 10 dias, com a pequena Cecília, de apenas um mês de vida. "Eu quase não acreditei no dia do sorteio. Estava grávida, com 7 meses, tomei cuidado para não passar mal, mas foi uma alegria muito grande", afirma Adriele. "Agora, vamos pagar por algo que é nosso e será o futuro para nossa filha", completa Ricardo.

Em Ubarana, foram R$ 6,9 milhões de investimento da CDHU nas moradias do Conjunto Habitacional Almir José Rodrigues da Cruz, que contempla 54 famílias. As unidades também possuem 56,67 m², dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. Neste empreendimento, as casas têm sistema de aquecimento solar instalado. A infraestrutura do entorno conta com pavimentação das vias, rampas de acesso, mureta de divisa entre as unidades, redes de água, esgoto e elétrica; drenagem, paisagismo, iluminação pública.

A vendedora Lucélia Matos, de 35 anos, recebeu o secretário Flavio Amary em sua nova casa e se emocionou ao contar que, até então, morava de aluguel com suas duas filhas, de 15 e 11 anos, e o marido, de 36. "Nós pagávamos R$ 650 de aluguel, um dinheiro que não volta. Receber a chave da nossa casa própria era tudo o que a gente queria na vida! ", disse ela. Agora, a família Matos irá pagar R$ 225 na prestação da casa própria. "Essa redução financeira nas nossas contas mensais é a porta para construirmos um muro, comprarmos móveis novos e arrumarmos a nossa casa do jeitinho que a gente quer".

Em Dolcinópolis e Ubarana, por serem empreendimentos da CDHU, as famílias terão um prazo de 300 meses para quitar seus imóveis. As prestações são subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar, garantindo que quem ganha até três salários mínimos desembolse apenas 15% dos rendimentos.

 

Trabalho nas cidades– Na cidade de Santa Fé do Sul, já foram entregues 627 moradias. Estão em obras as 200 unidades sorteadas neste sábado. Em Dolcinópolis, foram entregues 342 moradias e em Ubarana, 268 famílias já foram contempladas com unidades habitacionais.

 

Trabalho na região – Na região de São José do Rio Preto, foram 46.657 unidades entregues e estão em obras mais 2.426 moradias. Essas unidades em construção na região representam R$ 133,9 milhões em investimentos.

O programa de regularização fundiária Cidade Legal atende 76 municípios na região de São José do Rio Preto. São 538 núcleos na região pleiteando regularização, dos quais 235 já foram atendidos e devidamente regularizados. São 37.454 imóveis inscritos no Cidade Legal, dos quais 17.343 já finalizaram esse processo de regularização. Quando todas essas moradias estiverem regulares, cerca de 149 mil pessoas serão beneficiadas com o recebimento dos títulos de propriedade de seus imóveis.

Secretaria da Habitação
Rua Boa Vista, 170 - 10º, 12º, 14º ao 16º andares - São Paulo - SP - CEP: 01014-930 - Tel: (11) 3638-5100
Horário de Atendimento: das 9 às 18 horas