Notícias

estou no momento em: Skip Navigation Links
29/11/2017

Morar Bem, Viver Melhor entrega mais 928 moradias em Rio Claro 

O Governo do Estado de São Paulo entregou, nesta quarta-feira (29/11), 928 moradias do Morar Bem, Viver Melhor para famílias de baixa renda em Rio Claro. O evento aconteceu no Jardim das Palmeiras, s/nº. As unidades do Viver Melhor Rio Claro “1” foram viabilizadas pela Casa Paulista, braço operacional da Secretaria de Estado da Habitação, no âmbito do acordo de cooperação entre o Governo de São Paulo e o Governo Federal, pelo Programa Minha Casa, Minha Vida.

“Um condomínio completo, com portaria, estacionamento, playground, área de conveniência. Muitos aparelhos novos. Essas famílias, além de morarem dignamente, vão deixar de pagar aluguel para investir em seus sonhos. Este empreendimento gerou mais de 2 mil empregos. A construção civil é uma grande máquina de geração de empregos”, afirmou o governador do Estado, Geraldo Alckmin.

As novas unidades respeitam e incorporaram as melhorias estabelecidas como diretriz de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação, com área útil de 43,26 m² e área total de 47,45 m², piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos nas paredes da cozinha e do banheiro, medição individualizada de água e acessibilidade, entre outras melhorias. O empreendimento dispõe de paisagismo, área de lazer, playground, centro comunitário, quadra poliesportiva, espaço para estacionamento e portaria.

"Nunca imaginaria que, com esta idade, conseguiria ter o meu próprio teto. Só Deus pode nos abrir portas. Estou muito feliz com tudo que está acontecendo na minha vida", disse a dona de casa Leônidas Evangelista da Silva, de 42 anos, a primeira beneficiada a subir no palco e  a receber as chaves do seu novo lar das mãos do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Todas as moradias foram destinadas a famílias com renda mensal de até R$ 1.800 (público-alvo da Casa Paulista). Os beneficiados, que não podem ter participado anteriormente de programa habitacional, terão 120 meses para quitar o imóvel. A menor prestação é de R$ 80/mês e a maior é de R$ 270/mês, dependendo da renda mensal familiar. A previsão é de que mais de 3,7 mil pessoas sejam beneficiadas com as 928 habitações. “Foram mais de duas mil unidades entregues em Rio Claro. A crise existe, porém, mesmo assim, São Paulo não deixou de investir um centavo em programas habitacionais”, ressaltou o secretário de Estado da Habitação, Rodrigo Garcia.

O investimento total foi de R$ 83,5 milhões, dos quais R$ 18,5 milhões aportados pela Casa Paulista, sendo R$ 20 mil por moradia a fundo perdido. Os recursos foram repassados pelo governo paulista para o Banco do Brasil, agente financeiro responsável pela contratação das empresas, supervisão das obras e financiamento dos empreendimentos. A quantia investida pelo governo paulista é determinada pela instituição financeira parceira.

Desde 2011, a região administrativa de Campinas recebeu 32.206 moradias populares, por meio da CDHU - Companhia de Desenvolvimento habitacional e Urbano, e da Casa Paulista, braços operacionais da Secretaria de Estado da Habitação. Além disso, 4.831 habitações de interesse social estão em construção e outras 4.039 programadas.

Fique em Dia 
"Fique em Dia" é a campanha da CDHU que cria condições para que o mutuário inadimplente negocie sua dívida, podendo utilizar o 13º salário, e garantir a manutenção da sua conquista: a casa própria. Dependendo do valor devido, o saldo da dívida poderá ser parcelado sem juros. A negociação pode ser feita pela internet (www.cdhu.sp.gov.br) ou nos Escritórios Regionais. Para tirar dúvidas ou receber orientações, basta ligar para o Alô CDHU 0800-000-2348, com o boleto em mãos e o CPF.

Compartilhar
Imprimir conteúdoimprimindo Google +no Google + Twitterno Twitter Facebookno Facebook