Notícias

estou no momento em: Skip Navigation Links
11/11/2017

Morar Bem, Viver Melhor sorteia 86 casas para famílias de Itaoca

JMPereira
O secretário de Estado da Habitação, Rodrigo Garcia, participou nesta sexta-feira (11/10) do sorteio de 86 casas do empreendimento Itaoca B, em Itaoca, para 209 inscritos. O conjunto é uma iniciativa do Programa Morar Bem, Viver Melhor e estão localizados na região administrativa de Itapeva. O evento selecionou os beneficiados com as moradias viabilizadas por meio da CDHU - Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano de São Paulo, vinculada à Secretaria. 
  
“Queremos trazer a cada família presente a realização do sonho da casa própria. A Prefeitura e o Governo de São Paulo vêm trabalhando, junto à CDHU, na melhoria de Itaoca. Nós damos casa para quem não tem casa. No meio da crise, não é fácil fazer isso, mas São Paulo continua sendo o único Estado que investe 1% do ICMS em habitação. Hoje sorteamos 86 casas, sendo 56 destas para a população geral e o restante para as famílias que vivem em área de risco, para contemplar, também, as vítimas da enchente que ocorreu no município em 2014”, disse o secretário Rodrigo Garcia. 
  
Das 86 moradias populares em Itaoca, (7%) foram destinadas a pessoas com deficiência, (5%) a idosos, (4%) para policiais e agentes penitenciários. As demais unidades foram sorteadas entre a população geral inscrita e para pessoas que vivem em áreas de risco. As inscrições foram realizadas no dia 06 de agosto deste ano. As famílias sorteadas serão convocadas para o processo de habilitação, que acontece entre os dias 28 e 19 de novembro de 2017. 

A aposentada Lidia Pinto, de 77 anos, foi a primeira sorteada e contou, muito emocionada, que finalmente conseguiu realizar o grande sonho. "Sinto vontade de chorar! Paguei aluguel a vida inteira, só queria uma casa para chamar de minha. Consegui e ainda fui a primeira, é um sonho realizado!". 

Para serem habilitados, os sorteados deverão comprovar os requisitos exigidos para participar do programa habitacional. É preciso ter renda entre um e dez salários mínimos, morar no município há pelo menos cinco anos ou atestar que o chefe da família trabalha em Itaoca no mínimo pelo mesmo período, não possuir imóvel ou financiamento habitacional e não ter sido atendido em outros programas habitacionais de interesse social. Os idosos precisam ter idade mínima de 60 anos e indivíduos sozinhos 30 anos ou mais. 

O pedreiro Antônio Carlos de Oliveira, de 55 anos, atualmente, mora em uma casinha de favor no terreno do tio de sua esposa e esperava ansioso pelo sorteio e pela grande chance de ser contemplado com um imóvel. "Não tenho palavras, só agradeço pela oportunidade", diz. Após subir no palco do evento para pegar o comprovante de sua mais nova aquisição, brinca quando questionado sobre qual a primeira coisa que fará quando se mudar. "Morar na casa!", fala, aos risos. 

Os empreendimentos são viabilizados pelo Programa Morar Bem, Viver Melhor, por meio da CDHU. As unidades têm dois dormitórios, com 56,67 m² de área construída, sala, cozinha, banheiro e área de serviço coberta. O prazo de financiamento das moradias é de até 25 anos e as prestações receberão subsídio do Governo do Estado, sendo calculadas de acordo com a renda familiar. Assim, famílias que ganham entre um e três salários mínimos pagarão o equivalente a 15% dos rendimentos. 
  
O residencial incorpora as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação e será entregue com infraestrutura completa, pavimentação, paisagismo, redes de água, esgoto e elétrica, sistema de drenagem e iluminação pública. As casas terão sistema hidráulico preparado para receber aquecedores solares para água do chuveiro. O investimento na obra é de R$ 12,7 milhões. 
  
Desde 2011, a região de Itapeva recebeu 2.969 moradias populares, por meio da CDHU e da Casa Paulista, braços operacionais da Secretaria. Além disso, há 3.319 habitações de interesse social em construção. 
  
Morar Bem, Viver Melhor  
Reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente e qualidade de vida para as famílias atendidas.
Compartilhar
Imprimir conteúdoimprimindo Google +no Google + Twitterno Twitter Facebookno Facebook